Gilberto Carvalho se reúne com Black blocs em São Paulo!

Matéria da Folha de São Paulo faz propaganda da simbiose governo e Black bloc, com Gilberto Carvalho traçando um perfil “carinhoso” e “ideológico” do grupo de marginais que, escondidos atrás de máscaras, matam cinegrafista, depredam patrimônio alheio, agridem policiais e queimam viaturas no Rio e em São Paulo.

Estamos diante de mais uma jogada suja, onde por um lado temos a criminalização destes bandidos pelo governo paulista, para que sofram as consequências de seus atos, e por outro, o governo federal os elevando à “movimento popular” digno de respeito e com direito à reunião com um ministro de Estado. É de dar ânsia!

Vamos à alguns trechos da propaganda:

Folha – O sr. esteve no “ninho” ‘black bloc’?
Carvalho – No esforço de diagnóstico, conseguimos um pouco antes da Copa, um contato em São Paulo com um grupo de pessoas que são partidários da tática ‘black bloc’.

Logo de cara, o negócio começa a degringolar para o eufemismo. Carvalho afirma que “conseguiu” com “esforço” um “contato” com “partidários” da “tática”. Minha leitura de uma reunião como esta seria a seguinte: Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República se reúne com líderes de facção criminosa em São Paulo. Bem diferente da “maquiagem” acima.

Folha – Partiu de vocês?
Carvalho – Foi, nós buscamos. Nós procuramos abrir o debate nas 12 sedes da Copa para aqueles que eram contra a Copa. E em muitas cidades a reação deles foi muito explícita ao mundial. Numa das reuniões, um menino jogou um rolo de papel higiênico e disse: isso aqui é o ingresso de vocês para a Copa.

A propaganda continua! Neste trecho, a pergunta é muito mais importante do que a resposta, pois coloca todo o povo brasileiro — que numa democracia é representado pelo governo federal, tendo como interlocutor neste caso específico o Sr. Gilberto Carvalho — como reféns de um grupo de criminosos, ao afirmar que o país buscou o debate. Os brasileiros decentes, os que trabalham duro para sustentar toda esta corja que se locupletou no governo, não tem interesse nenhum em dialogar com bandidos e arruaceiros, eles são caso de polícia e não de política como tentam nos convencer. A parte cômica é o rolo de papel higiênico jogado pelo bandido, é muito teatro para pouco ator.

Folha – Como o sr. reagiu?
Carvalho – Na boa. Fiz que o gesto não existiu. Foi importante conversar com eles porque me dei conta que é uma filosofia que eu chamaria anárquica que tem a convicção de uma violência praticada pelo Estado através das omissões nos serviços públicos e denuncia muito a violência policial na periferia, com aquela história de que, na periferia, as balas não são de borracha, são metálicas e letais. E que a única forma de reagir contra essa violência é também com a violência, que eles dizem que não é contra pessoas, mas contra símbolos e objetivos. Por isso escolhem bancos e concessionárias de carros importantes. É uma velha tática de criar um foco e tentar atrair a atenção imaginando que vai atrair a simpatia, o apoio e o engajamento das pessoas. Essa é a tese.

Percebemos que neste trecho, a coisa começa a tomar uma forma mais agressiva, revelando alguns dos objetivos da propaganda. Usando a parte cômica, a história do rolo de papel higiênico, formou-se um clima de “tensão”, e foi a “deixa” para a pergunta seguinte que já estava no script. “Na boa”, a resposta de Carvalho começa com uma expressão pouco formal, imprópria para um ministro de Estado, porém muito própria para uma pessoa que se reúne com bandidos. Daí para frente vem os ataques às instituições que o PT vem tentando destruir desde sempre. Carvalho usa toda sua esperteza para atacar o Estado, a polícia e símbolos capitalistas, mas com um porém, não foi ele quem disse, foram os vândalos. Impressionante como eles conseguem usar toda a máquina pública e a mídia amestrada para atacar e desmoralizar instituições sem que sejam responsabilizados por esta violência. E continua afirmado que a facção é um “movimento popular”.

Folha – O que vocês disseram a eles?
Carvalho – Que essa tática os isola. Que essa tática em grande parte contribuiu para a desmobilização das manifestações. Então acho que eles estão completamente equivocados, e cabe a nós procurar mostrar esse equívoco.

Aqui o ministro é o “bonzinho” que veio aconselhar os “jovens” para não cometerem “equívocos”. É uma aberração:
– Depredações, assassinato de cinegrafista e espancamentos são apenas “equívocos” cometidos e os marginais precisam de conselhos. Demais não!

Folha – O clima foi tenso?
Carvalho – Muito tenso, mas não violento, respeitoso até. Porque havia um acordo de conversa. Para eles, o PSOL e o PSTU são conservadores, são à direita, e nós somos traidores, aqueles que enganam as pessoas com reformas que não vão trazer nenhuma mudança.

Este trecho podemos resumir no seguinte: “Para Carvalho, todos os brasileiros são imbecis”.
Lá vem ele com o “clima tenso”… o perigosíssimo rolo de papel higiênico causou toda a tensão no encontro. Mas fiquem tranquilos que não houve violência… é cômico. Em seguida vem a propaganda para melhorar a imagem dos outros parceiros, PSOL E PSTU, comprovadamente fomentadores dos marginais mascarados, afirmando que o grupo os considera conservadores, de direita. A esquerda não tem limites. É insultar a nossa inteligência pensar que uma matéria direcionada como esta irá mudar a percepção que temos sobre estes partidos vermelhos.

Folha – Houve algum acordo?
Carvalho – Nenhum. Não tinha como dar acordo. Mas foi importante como aprofundamento do diagnóstico e mostrar que é possível conversar. As reações sempre muito iradas, adjetivadas.

Para finalizar o espetáculo circense, Carvalho afirma que não houve acordo e que “Não tinha como dar acordo”. Que coisa não!
– Se o ministro sabia que não tinha como dar acordo, porque se reuniu com os malandros?
– Se não houve acordo, ou seja, não serviu para nada, porque uma matéria de capa na Folha?

As perguntas e as respostas desta “entrevista” devem ter sido escritas por profissionais extremante capacitados na arte de enrolar.

Este é o jeito PT de enganar!
Fora PT!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

NÃO DEIXE QUE UM PROFESSOR COMUNISTA ADOTE SEU FILHO

......Never argue with stupid people, they will drag you down to their level and then beat you with experience ................ HOME PAGE - PÁGINA INICIAL - BRAZIL - BRÉSIL - PÁGINA INICIAL - HOME PAGE

Angelinoneto's Blog

Liberdade de expressão e repensar a vida!

Implicante DEV

Política & Implicância

%d blogueiros gostam disto: