As alianças nas campanhas!

Felipe Patury

34 deputados do PMDB defendem rompimento com Dilma

Mais da metade da bancada do PMDB na Câmara se reuniu ontem à tarde em Brasília para discutir a manutenção da coligação com o PT na eleição presidencial. Dos 73 deputados federais do partido, 37 participaram do encontro. Dos 37 presentes, só três defenderam que o vice-presidente Michel Temer seja mantido na chapa encabeçada pela presidente Dilma Rousseff (PT). Os outros 34 se manifestaram pelo rompimento com o PT — inclusive o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), e o vice-líder Danilo Forte (CE). A convenção nacional do PMDB, que decidirá o rumo que o partido tomará, acontecerá na semana que vem.

PR exige Dnit para apoiar Dilma

O PR avisou que apoia a reeleição de Dilma Rousseff se indicar o substituto do diretor-geral do DNIT, Jorge Fraxe.

Lobão Filho oferece vaga de vice ao PDT e suplência de senador ao PT

Candidato ao governo do Maranhão pelo PMDB, o senador Lobão Filho avança nas negociações para compor a sua chapa. Lobão Filho acertou que o deputado Gastão Vieira, também do PMDB, disputará a vaga ao Senado. A suplência de senador foi oferecida ao PT. Diz Lobão Filho: “O Gastão Vieira vai se eleger e, naturalmente, voltará ao Ministério do Turismo, onde fez um grande trabalho no governo da presidente Dilma Rousseff. Quando ele voltar à Esplanada, a sua vaga no Senado será ocupada pelo suplente petista. Não existe acordo melhor para o PMDB e para o PT”. O posto de vice-governador foi oferecido ao PDT na semana passada. Amanhã, Lobão Filho se reunirá com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, para fechar a articulação. Lobão Filho é herdeiro do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e tem a sua candidatura sustentada pela família Sarney. Na disputa pelo governo do Maranhão, ele enfrentará o ex-presidente da Embratur Fávio Dino (PCdoB), que tem o apoio de oito partidos (PSDB, PSB, PP, Solidariedade, PROS, PDT, PPS e PPL).

PSD diz que Kassab fechou acordo com Alckmin

A bancada federal do PSD informa que o presidente de seu partido, Gilberto Kassab, fechou um acordo para apoiar a reeleição do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Kassab será o candidato a vice na chapa de Alckmin. Os dois tiveram uma longa conversa sobre o assunto na noite da última sexta-feira, no Palácio dos Bandeirantes. Nesta semana, os entedimentos continuaram pelas mãos do secretário da Casa Civil de Alckmin, Edson Aparecido, e de seu assessor especial, João Carlos Meirelles. “Está tudo certo com os tucanos”, disse o deputado Roberto Santiago (PSD-SP). O fechamento do acordo depende agora apenas da definição de quem ocupará a vaga de candidato ao Senado. O cargo tanto pode ser usado para acomodar o PSB, do presidenciável socialista Eduardo Campos, quanto para contemplar líderes tucanos, especialmente o ex-governador José Serra. No plano federal, o PSD apoiará a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

NÃO DEIXE QUE UM PROFESSOR COMUNISTA ADOTE SEU FILHO

......Never argue with stupid people, they will drag you down to their level and then beat you with experience ................ HOME PAGE - PÁGINA INICIAL - BRAZIL - BRÉSIL - PÁGINA INICIAL - HOME PAGE

Angelinoneto's Blog

Liberdade de expressão e repensar a vida!

Implicante DEV

Política & Implicância

%d blogueiros gostam disto: