Entenda o desabastecimento na Venezuela!

Matéria intitulada “O Pedágio Cubano” publicada na Veja impressa de 23 de Abril desnuda o esquema montado pelos irmãos Castro para controlar e faturar alto com os alimentos e remédios importados pela Venezuela.

foto 1

clique para ampliar

A matéria começa com a constatação do conluio internacional entre os governos brasileiro, venezuelano e cubano.

“Os governos petistas do Brasil e chavistas da Venezuela têm uma capacidade espantosa de criar subterfúgios para transferir recursos para a ditadura dos irmãos Fidel e Raul Castro em Cuba.”

É notório o domínio cubano na Venezuela, até mesmo a segurança pessoal de Nicolás Maduro é feita por militares cubanos, mas o que pode explicar a crise de abastecimento naquele país foi revelado neste texto.

Hugo Chaves entregou toda a importação de itens básicos como alimentos e remédios para empresas cubanas. Este é um dos setores mais lucrativos e estratégicos do país e implica em, literalmente, entregar nas mãos de Castro o controle sobre o que o povo venezuelano vai consumir.

Fidel e Raul Castro definitivamente decidem o que e quanto o venezuelano vai comer!

“Hugo Chaves deu às empresas Alimport, CubaControl e Surimport, todas cubanas, o direito de intermediar toda a importação estatal a partir de 2008. Isto representa 1/3 do total comprado no exterior. Só do Brasil, o segundo maior exportador para o país, foram enviados em 2013 mais de 2 bilhões de dólares em alimentos, principalmente carne.”

O gráfico abaixo mostra que o custo de vida do venezuelano aumentou logo que os cubanos assumiram o controle. O “roubo descarado” só cresceu desde então. Logo no início das atividades cubanas, o preço do quilo dos produtos subiu 1 dólar e hoje esta diferença entre o preço real e o cobrado pelas empresas cubanas está acima dos 2 dólares.

foto 2
O lucro dos irmãos Castro sobre as milhares de toneladas importadas pela Venezuela é astronômico.

Existe ainda a suspeita de cobrança de U$ 2 milhões de propina por parte dos cubanos para manter uma empresa americana como fornecedora. A empresa não aceitou o negócio e os cubanos passaram a comprar de empresa brasileira com preço 14% superior. Uma curiosidade: Estas negociatas foram feitas no Hotel Meliá em São Paulo.

O pagamento das exportações para o Brasil, assim como o da Refinaria de Abreu Lima, demoram até seis meses, e a dívida venezuelana acumulada no mês passado é de US$ 1,5 bilhão, mesmo assim o ministro Fernando Pimentel(PT) visita Caracas e continua de beijos e abraços com Maduro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

NÃO DEIXE QUE UM PROFESSOR COMUNISTA ADOTE SEU FILHO

......Never argue with stupid people, they will drag you down to their level and then beat you with experience ................ HOME PAGE - PÁGINA INICIAL - BRAZIL - BRÉSIL - PÁGINA INICIAL - HOME PAGE

Angelinoneto's Blog

Liberdade de expressão e repensar a vida!

Implicante DEV

Política & Implicância

%d blogueiros gostam disto: